quinta-feira, 27 de outubro de 2011

COLUNA JACA-LIBERTARIA

AVANÇO TECNOLÓGICO & SEQUELA COGNITIVA

FABIO MESSA

Venham todos!

Conectem vossos cabos USBs

Acoplem seu mp3, mp4 ou mp5

I Pad, I Pod

Aqui, agora, pode tudo

Ai Ped, You Pod?

Eu peço:

Scaneem-se!

Sacaneem-se!

Repaginem-se!

Convertam-se!

Em jpeg ou pdf

Reenviem vossas mensagens

Encaminhem suas angústias

Não se assumam!!

Criem de uma vez vossos avatares!!

Eu não sou o meu nome

E tu não és ninguém

Já cometi Orkutcídio

Agora sou hell-raiser

Minha vida está facebookeada

Minha imagem foi youtubada

Eu te cutuco e tu me cutucas

Tudo virtualmente

Pois ninguém mais se toca de verdade

Nem quer trocar calor de fato

Nossos olhos não se cruzam mais

Tu só tens coragem de te expor

Entrincheirando-se atrás da tela

Torpedeando-se via skype

Crianças já nascem com deformidade congênita

Suas mãos são estranhas

Os dedos já vêm colados

Acoplados à empunhadura do mouse

Informática de berçário!

Sustentar uma caneta entre os dedos

É atividade física de altíssima intensidade

Dispêndio de energia

Perdeu-se a motricidade fina

Ninguém digita sequer uma palavra própria

Só clicam, achuram, apropriam-se

Fagocitam discursos alheios

Parafraseiam-se e parodiam-se

Remixam e sampleiam

Alguns me chamam de careta

Ultrapassado, saudosista, conservador...

Analfabeto tecnológico

E de que adianta tanta engenhoca pirotécnica

Se faltam tutano e adubo para as idéias

Todos já perderam sua identidade

Ansiosos, teledependentes

O livro virou pedra fossilizada

Ninguém sabe mais manuseá-lo

Biblioteca já é sítio arqueológico

Perdemos os três níveis de leitura:

Sensorial, emocional e intelectual...

Meu discurso é o teu

Que é o dele

Que não é de ninguém

Nossa verborragia está no limbo do lixo fractal

Não se defendem mais teses

Só se lê power point de costas pra uma platéia autista

Não se argumenta mais

Só se faz choupé-colez de enciclopédias de internautas

Twittaram-me negativamente

Clonaram meus números

Tornei-me um código de barras

Gado marcado informaticamente

Não há mais sujeitos, nem verbos

Só restam objetos teleguiados

Crianças superdotadas, hiperativas?

Geração Y?

Crianças-Índigo, Crianças-Cristal?

Déficit de atenção, transtorno obsessivo?

Nibiru e iluminates

New apocalipse-now em 2012

Enunciados sobre o fim proliferam

Narrativas míticas e midiáticas instituem-se

Prescrevem-se receitas de sobrevivência

Já suicidaram o mundo...

Ei, por favor, visite-me!

Comente minhas fotos

Estou tão sozinho...

Poste no meu mural!

Você não quer mesmo ser meu amigo?

Me aceite, me adicione!

Não sei mais pensar!

Estou inscrito involuntariamente no ciberespaço

Estamos todos circunscritos nesse cosmos abissal

Retribalizados em tempo real

Todos se vêem e ninguém se vê...

Isolados em capsulas particulares

Nossos olhos não se cruzam mais

Notebook ligado em sala de reuniões

É penteadeira da vaidade

Estamos dispersos e anônimos na massa heterogênea

Não tenho mais memória

Perdi meu celular

Estou lesado cerebralmente

Chip danificado

Virei andróide

Holograma deletado

Este texto explodirá em 2 segundos!

Um

Dois

Bum!

14 comentários:

Fábio Messa disse...

Salve, Labomidianos!!! A partir de hoje institucionalizo essa coluna semanal, contendo pequenos excrementos poeticos, prosas espontaneas beatniks, tentativas de ensaios, rascunhos de cronicas, anseios, pressagios ou qualquer outro regurgito literario. Grande abraco!

Sergio Dorenski disse...

Deixe eu ser rápido, só tenho dois segundos...que massa,Messa!

Diego S. Mendes disse...

Grande Messa, a gente não quer só comida! A gente quer comida, diversão e ARTE! Já estou ansioso pela próxima

Daniel Minuzzi de Souza disse...

Grande Messa, te pegamos num momento apocalíptico hauhauha.
Baita texto, saudades camarada.
Mas pensa só ao menos temos um pouquinho seu aqui nessas palavras e sabemos que não se esconde atrás da telinha/janelas de vidros/led/LCD, etc. e isso nos faz sentir saudades daquela conversa mais próximo, das risadas dos delírios.
Abraço saudoso amigo jaca.

Fábio Messa disse...

isso ai, mocidade...tem horas que so mesmo expelindo pro espectro conotativo, estou num momento frutifero com o qual preciso compartilhar com vcs...vim do Acampamento da Poesia, em Entre-Ijuis, la nas Missiones, e creio ter voltado ins-pirado de la...uauauau...abracao a todos

Rodrigo Augusto disse...

"...
Pois ninguém mais se toca de verdade
Nem quer trocar calor de fato
Nossos olhos não se cruzam mais
..."

Realmente, muito bacana.
o/

Cristiano Mezzaroba disse...

Massa, Messa!
ou melhor, muito massa, Messa!!!

Fostes pra região missioneira e voltou assim? dizem que o chimarrão de lá é mais forte mesmo! eheheh

Uma grande contribuição tua para o grupo e para este espaço virtual está a caminho com teus 'delírios conotativos'como vc mesmo escreveu!!! Estaremos todos/as ansiosos, semanalmente, pelos teus escritos.
Abração e parabéns!!!

Silvan Menezes disse...

Mtoo bom Jaca - Messa haha,

"É se dar sem esperar...
Nada em troca dessa união..."

Música "Amizade é tudo" só para pensar nesse distanciamento que nos faz delirar quando de uma ARTE como esta que nos ofereceu.

Ansiedade para a próxima!

Abração!

Jaca - iniciante! =D

Moacir Prado disse...

Muito bom! Mas, muito bom mesmo.

"Crianças já nascem com deformidade congênita
Suas mãos são estranhas
Os dedos já vêm colados
Acoplados à empunhadura do mouse
Informática de berçário!"


Realmente parece que é esse jeito mesmo. Logo os seres humanos irão se conectar como no filme "Avatar".

Parabéns
Abraço

Halessa Regis disse...

Messa, legal seu texto! È bom desabafar assim, só não deixemos explodir. Let's hold it tight!
Acampamento de Poesiaaaaaaaaaa!!? Meu sonho!! Deve ter sido "heavens", mto interessante!! Bjs querido!

Giovani Pires disse...

Então, camarada Jaca-Mor, como te disse sobre a coluna: demorou!!!!
Tá vendo só a aceitação?
Então, já estamos esperando a da proxima semana!
Sobre o texto, apenas pra deixar os coleguinhas enciumados, preciso dizer que ouvi-lo recitado pessoalmente por ti foi um privilégio... (roam-se de inveja!).
Obrigado pelo presente.
Abraço.

Fábio Messa disse...

Uauauauau...valeu, gurizada...pois e, aluguei os ouvidos do Gio tarde dessas no Labo, ja to rascunhando as proximas..grande abraco

André 40 disse...

Salve, salve.. kkk

É Gio, deu inveja sim!!!!

Agora sugiro que o Camarada Jaca-Mor faça uma produção audiovisual das suas verborragias Jaquísticas (um campeão de audiência)!!!!

Abração!

A40

Angel disse...

Muito bom Messa!!!!Amei!