Páginas

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

"...não se faz Copa com hospital!" - e viva o "povo brasileiro"!!!

Está abaixo, copiado do Portal Terra, declaração de "Fenômeno" Ronaldo, realmente um fenômeno...declaração de que não se faz copa do mundo com hospitais (e outras questões/infrraestrutura prioritárias!) e que é a copa do povo brasileiro... me engana que eu gosto: vendo ele lá, vendo Andrés Sanchez, vendo Ricardo Teixeira, CBF e companhia, essa Copa pode ser de todos "eles", menos do povo brasileiro. Ou nos sentimos representados lá?

Ronaldo fala em nome do povo e derrapa: "não se faz Copa com hospital"
Dassler Marques - Direto do Rio de Janeiro

Ronaldo não irá ocupar um cargo efetivamente público, ao menos na teoria, mas em seu discurso inicial citou por inúmeras vezes "o povo brasileiro". Novo membro do Conselho de Administração do COL, que terá ele, Ricardo Teixeira e um nome a ser anunciado, o ex-jogador derrapou em um declaração forte. Segundo ele, "não se faz Copa com hospital".

Questionado se o povo não preferia hospitais e segurança ao invés de estádios, Ronaldo respondeu: "acho que se gasta com tudo. Está sendo gasto muito dinheiro em saúde, em segurança, mas vamos receber a Copa. Sem estádio não se faz Copa, amigo. Não se faz Copa do Mundo com hospital. Tem que fazer estádio", afirmou. O BNDES, órgão do governo, é o principal financiador das obras com estádios para a Copa de 2014.

O novo membro do Conselho de Administração, em seu discurso inicial e nas respostas à imprensa, tentou passar a imagem de que trabalhará em prol da população. "É uma honra enfrentar esse desafio de passar otimismo ao povo brasileiro. Mostrar o orgulho que essa Copa no Brasil é para a gente. A Copa não é do Comitê, não é do Governo. É do povo e o povo tem que se sentir orgulhoso, tem que participar. Todos os investimentos estão sendo feitos".

Embora não seja político, ele também assumiu o papel de interligação entre o COL e o Governo Federal, hoje prejudicada pela relação ruim entre a presidente Dilma Rousseff e Ricardo Teixeira. "São tempos de muitas incertezas, de notícias distorcidas e falsas. É o momento ideal de aproximar todas as partes envolvidas nesse processo", observou.

http://esportes.terra.com.br/futebol/copa/2014/noticias/0,,OI5498183-EI18776,00-Ronaldo+fala+em+nome+do+povo+e+derrapa+nao+se+faz+Copa+com+hospital.html

Um comentário:

Diego S. Mendes disse...

Isto é o que se pode esperar do Fênomeno.