sábado, 5 de setembro de 2009

XXXII INTERCOM – Curitiba – 4 a 7 de setembro de 2009

Conferência de Abertura com Dominique Wolton - Sociólogo da Comunicação do Centro de Pesquisas Científicas da França.

Temática: A Comunicação Política: política, mídia e opinião pública.

Wolton diz que o exercício da comunicação é negociação pura e simples, e que até nas relações amorosas é preciso haver negociação para que um espaço comum exita o respeito pelas opiniões expressas. No fim das contas, a relação é mais importante do que a mensagem. Temos que descobrir a potência da alteridade, isto é, pensarmos que o "outro" não pensa como nós.
O sociólogo aponta que também que há contradições entre a velocidade da informação e a lentidão no processo comunicativo, e que para salvar o modelo democrático, teríamos que investir algumas rupturas mentais: em nível mundial, destacar a importância da globalização cultural (após a globalização econômica e política); e também reduzir a concentração das indústrias culturais a algumas empresas.
"A sociedade da informação não pode ser a sociedade em que todo mundo faz tudo [...] Nós somos seres sociais, muito mais do que seres técnicos".

Um comentário:

Giovani disse...

É uma grande oportunidade assistir ao Wolton. Há um livro dele que chama: Internet. E depois? Acho que li por indicação do Galdino.
Mas gostaria de saber dos trabalhos de voces, André e Fabio, no novo nucleo de comunicação esportiva (sei que o nome não é esse, mas não lembro o certo agora).
Já apresentaram? Quando vão apresentar? Relatem assim que possível, por favor.
Sucesso para voces aí em Curitiba.