terça-feira, 1 de dezembro de 2015

ESCOLA, PROFESSOR E ALUNO:A IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE CRÍTICA ACERCA DA MÍDIA ESPORTIVA

Olá Pessoas, fechando o ciclo desse período 2015.1, segue a última postagem dos alunos da Disciplina Edf., Esporte e Mídia. Fiquem a vontade para os comentários...
Dorenski


ESCOLA, PROFESSOR E ALUNO:A IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE CRÍTICA ACERCA DA MÍDIA ESPORTIVA
Luiza Fernanda da Silva
Susany Sacramento Santos

Este texto traz reflexões acerca da importância de se discutir como os meios de comunicação e a mídia vêm influenciar na apropriação de informação, conhecimento e no comportamento do público.
Diariamente adultos, jovens e crianças são expostos a diversos e diferentes gêneros de comerciais publicitários, programas esportivos entre outros. Neste sentido, partindo da divulgação nos veículos de comunicação que achamos pertinentes refletir sobre a percepção dos alunos acerca da mídia esportiva.
Percebe-se que atualmente o esporte e as variadas práticas de educação física tornaram-se produtos de consumo e atribuímos parte desse consumismo ao poder da mídia, seja na televisão, rádio, revista, jornal, internet, vídeo games, dentre outros, todos estes cumprem um papel determinante na divulgação de seus produtos.
Neste contexto de poder soberano e influenciador que a mídia possui para o seu público, nós estudantes de Educação Física e futuro profissionais da área, nos indagamos e, com isso, nos inquietamos de que forma podemos levar a discussão da mídia esportiva para a sala de aula e debater sobre as facetas que mídia possui ao passar a informação que deseja para o seu público. Haja vista que a mídia passa somente o que deseja e que, por vez, acaba camuflando certas informações para o seu público. Este poderia ser um aspecto problematizador, ou seja, tencionar como os alunos avaliam as notícias/informações que passam na mídia, principalmente, a esportiva, que tanto chamam a atenção. Talvez, com isso, poderíamos estar exercitando um dos princípios da mídia-educação que é a análise crítica.

Partindo dessa perspectiva consideramos pertinente que os profissionais de Educação Física, durante suas aulas, possibilitem criar espaços fecundos para debates com o intuito de esclarecer essas facetas que a mídia – esportiva – possui. Entendemos que, através destes debates, os professores consigam instigar seus respectivos alunos a reflexão acerca da influência que a mídia exerce por meio dos seus variados veículos de comunicação. Assim, estaremos contribuindo para que os alunos tenham um olhar mais crítico a exemplo do esporte espetáculo que a mídia transmite e, consequentemente, os Professores de Educação Física estarão formando cidadãos para o futuro, capazes de se posicionar criticamente, principalmente, no tocante aos meios de comunicação e sua influência na vida das pessoas, portanto, esta é a responsabilidade que nós, educadores, devamos assumir.

13 comentários:

José Dantas disse...

MUITO BOM O TEXTO.

CONCORDO COM VOCÊS! INCLUIR NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESSE MOMENTO DE DEBATE COM OS ALUNOS ACERCA DO QUE É EXPOSTO NA MÍDIA A RESPEITO DO ESPORTE E OUTROS ASSUNTOS É DE SUMA IMPORTÂNCIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO CRÍTICO NOS ALUNOS. FAZER COM QUE OS ALUNOS ENTENDAM TODO ESSE PROCESSO DE MÍDIA,MERCADO,ESPORTE, CONSUMO, VENDA, COMPRA, E A LIGAÇÃO QUE EXISTE ENTRE ESSES TEMAS RESULTARÁ SEM DÚVIDAS EM AVANÇOS SIGNIFICATIVOS NO CAMPO DA EDUCAÇÃO FÍSICA! A PARTIR DO MOMENTO EM QUE O PROFESSOR CONSEGUE DESPERTAR NO ALUNO UMA VISÃO CRITICA SOBRE ALGO É COMO SE ACONTECESSE UM NASCIMENTO POIS O ALUNO PASSA A VER O MUNDO E SUAS RELAÇÕES COM AS COISAS DE UMA MANEIRA TOTALMENTE DIFERENTE.

Cristiano Mezzaroba disse...

Olá, chegando agora para comentar a leitura da postagem!
Sempre importante ver os próprios futuros professores fazendo essas análises com possibilidades que a mídia, em seu conjunto, nos coloca para ampliarmos nossa atuação.
Acredito que há um ponto comum nisso tudo: nem precisamos justificar ou argumentar o "poder" que a mídia tem em criar e transmitir "modelos" para a sociedade em geral. Isso, em certo ponto, coloca-se, atualmente, até como um "senso comum".
O que precisamos é decodificar tudo isso... entender o porquê isso é feito, de que lado (ou de que lados) certos veículos se apropriam deste ou daquele discurso...
Por que falam de certas coisas e silenciam e ocultam outras...
Como constroem esses discursos e silenciamentos...
Como pautam eventos...
como nos trazem "novos" produtos...
como nos estimulam a consumir, a comprar..

Há que se considerar, também, em que ponto que esse "encantamento" que temos em relação ao que é veiculado pela mídia nos estrutura mentalmente e emocionalmente, afinal, há uma construção social que é coletiva. Será que é possível nisso que nos "encanta", pegamos o "espetáculo esportivo" como exemplo-mor, extrairmos possibilidades por dentro da própria mídia para "decodificá-la"?

Por último... apenas uma observação final, pegando um pequeno fragmento do Fantástico (Globo) no último domingo: um aluno "gordinho" sofria preconceito (a reportagem era sobre "bullyng") do próprio.. PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA!
O que é um aluno para esse professor?
O que é um corpo para esse professor?
O que ele entende por "modelo corporal"?
Vejamos: se o próprio professor - que seria um mediador neste processo - fortalece esses discursos e estigmas, como os alunos sob sua mediação pedagógica poderiam abordar essas problemáticas cotidianas de qualquer escola se o responsável por abordar, criticar e ampliar um conhecimento sobre corpo (biológico, filosófico, sociológico, antropológico, psicológico etc.) se sua própria compreensão é limitadíssima???

Entender a mídia pressupõe, também, ao professor de EF, nunca perder de vista esses discursos sobre o corpo, sobre o esporte, sobre a saúde, a dança, o lazer, a estética, a educação, a sociedade em geral!

Manoel Messias Xavier disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manoel Messias Xavier disse...

Quero dizer que estar sendo muito bom esse meio pedagógico pensado pelo professor Dorenski... Aqui, nós acadêmicos, podemos escrever e ouvir sobre assuntos pertinentes a nossa formação e atuação como professores. Muito bom mesmo!

O assunto que o texto traz serve como um alerta importante, pois ao discutirmos tal tema abrimos nossos olhos para os efeitos trazidos pela mídia, principalmente na cabeça dos alunos, indivíduos em formação. Desse modo, somos nós, professores que devemos direcionara-los para a reflexão acerca da mídia, como essa influencia na apropriação de conceitos e o próprio ser e o comportamento da sociedade em que o mesmo vive.

Jessica disse...

Parabéns meninas excelente temática e ótimo texto.
Partindo da perspectiva que a mídia-educação é parte essencial dos processos de socialização das novas gerações e analisando o poder da mídia na sociedade é meio que preocupante quando analisado criticamente esse viés de informação.

Que país é esse que mata gente, que a mídia mente e nos consome? Essa foi a temática do grito dos excluídos no feriado de 7 de setembro em Fortaleza, que teve como uma das reivindicações a atuação da grande Mídia que mente e engana o povo, fornecendo mentiras ou meias verdades. Achei relevante citar essa reivindicação por parte daqueles que já compreende a mídia de forma crítica. Como docente é dever despertar esse senso crítico ao nosso futuro aluno tanto me referindo a mídia ou a outros temas relevantes a sociedade.

verto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
verto disse...

Parabéns ao grupo, gostei do tema.
O texto reflete muito desses novos meio de comunicação e midia, referente aos jovens adultos e crianças.
Mais uma vez parabens pelo texto.

mateus henrique disse...

Parabéns meninas pela postagem!!!
Os meios de comunicação e a mídia estão cada vez mais intrinsecamente ligados à vida das pessoas em geral. Vemos que as pessoas, principalmente os jovens, estão “hiperconectadas” com vários recursos tecnológicos no seu dia a dia. diante disso é importante levar para nossos alunos temas que estão presentes na mídia, e levar discussões que agucem o poder de ação e reflexão deles.

junior menezes disse...

Parabéns ao grupo, pelo texto.
Texto que nos estimula o debate sobre a mídia enquanto manipuladora, já que ela tem o poder de mostrar somente aquilo que quer e que seja do seu interesse.

Susany Sacramento disse...

O tema é bastante pertinente, e nos permite um diálogo sobre a verdadeira importância da mídia no âmbito escolar. O professor tem um papel fundamental em demonstrar o que pode ser aproveitado e o que é manipulado, tento uma visão ampla sobre o espetáculo do que é a mídia, tornando os pessoas críticas sobre a realidade da mídia como um todo.

Susany Sacramento disse...

O tema é bastante pertinente, e nos permite um diálogo sobre a verdadeira importância da mídia no âmbito escolar. O professor tem um papel fundamental em demonstrar o que pode ser aproveitado e o que é manipulado, tento uma visão ampla sobre o espetáculo do que é a mídia, tornando os pessoas críticas sobre a realidade da mídia como um todo.

Laynne Aragão disse...

Parabéns meninas, Ótima escolha do tema. É necessário a escola e o professor dá essa importância em relação a análise crítica que deverá ser feita a partir da mídia esportiva, desse modo terá subsídios para atuar de forma consciente e criativa, como também "provocará" os alunos através dos debates a terem uma reflexão acerca do assunto mostrando a realidade que a mídia nos apresenta constantemente,ou seja tornando-se alunos conscientes e críticos.

jefferson santana disse...

Parabéns meninas pela reflexão a cerca desse tema. Este que precisa esta presente na educação para formação critica a cerca dessa alienação sofrida pela mídia.