sábado, 6 de julho de 2013

A pauta das redes sociais vem da mídia tradicional? Segundo os gigantes... sim!

Observadores midiáticos,

A Folha publicou nessa semana que passou uma interessante estatística sobre a pauta que andou circulando nas redes sociais durante o acontecimento das manifestações por todo o Brasil. Segundo levantamento de agências especializadas em estatísticas do mundo virtual 80% das postagens vinculadas aos protestos no Twitter durante os dias de fervor vieram da mídia tradicional brasileira. Abaixo um pouco dos dados que eles publicaram na reportagem:

Esses dados nos dão um mínimo indicativo de quem, de certa forma, induz a pauta social e de que maneira ela pode ser interpretada e entendida pela rede de sentidos atribuídos pelos sujeitos.

Não prometo conseguir, mas todos os esforços da pesquisa que estou desenvolvendo nesse momento com alunos da graduação em Educação Física aqui da UFSC serão direcionados para tentar entender os sentidos que estes alunos, navegantes das redes sociais, especificamente do Facebook, atribuem ao conteúdo veiculado pela mídia e aos fatos sociais, no nosso caso no que diz respeito aos manifestos sobre a Copa no Brasil.


Seguimos observando!

3 comentários:

Márcio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula Aragão disse...

Bam lembro-me de alguns comentários teus no laboratório ano passado, comentários que foram compartilhados comigo inclusive, pois havia nas redes sociais dos meus sujeitos notas que indicavam insatisfação acerca dos grandes eventos do nosso país. Lembro bem que você estava de olho e já arquivando as mensagens veiculadas pelos seus "amigos" no FACE e o quanto aquilo já estava repercutindo nas redes. Acho que as você apontou bem rumo que deveria tomar com tais informações e o modo como vislumbrou um campo de pesquisa. Parabéns pela "sacada" (diria o Sérgio). Boa sorte no desenvolvimento desse intento.

Antonio Luis Fermino disse...

O interessante também nessa repercussão é entender o significados que as pessoas atribuem. Muitos vão na "onda", outros procuram saber mais o que se passa na discussão e outros ficam neutros postando questões que vão de esquerda pra direita pra cima e pra baixo. Bom trabalho bitchô!!