sábado, 7 de dezembro de 2013

Dietas malucas... qual é a sua?!

Aos colegas que acompanham o blog, segue a quarta postagem dos acadêmicos que cursam a disciplina de "Educação Física, esporte e mídia" aqui da UFS, neste semestre 2013-2. Agora, as reflexões foram elaboradas pelos acadêmicos Adriana, Carla e Wesley.
Boa leitura e sintam-se convidados ao debate... agora mais relacionado à questão do corpo, da estética, da saúde e da mídia: de que maneira os meios de comunicação reforçam certas "maluquices" e de que maneira poderíamos pensar num "outro papel" quando tematizam tais questões?



DIETAS MALUCAS... QUAL É A SUA?
            À medida que se aproxima o final do ano cresce um desespero entre as mulheres em relação ao seu corpo. Todas as metas de emagrecimento que não foram atingidas durante o ano devem ser revertidas em curto prazo e daí o apelo às ditas “dietas milagrosas”. Temática muito abordada pelas revistas que pode ser uma alternativa perigosa para seus seguidores resultando em malefícios para a saúde, já que geralmente essas dietas seguem regras radicais, mesmo assim é assunto de capa de revista.
            Quem nunca fez uma dieta? E quando se fala em dieta sempre surge alguma dica milagrosa que a amiga viu na internet ou leu em uma revista que alguma celebridade estava fazendo a dieta e já tinha perdido tantos quilos e resolveu aderir e indicar para você. E aí surge o perigo, onde já se viu passar o dia inteiro comendo apenas um tipo de alimento seja este fruta, legume, suco ou nada? Qual o organismo que vai suportar aquela repetição insistente que não supre as necessidades nutricionais?  Com certeza depois de certo tempo o organismo vai passar a não aceitar o alimento enjoando mesmo ao ponto de não suportar sentir o cheiro do alimento, e isso quando a situação não se agrava e a pessoa não vai parar no hospital.   
            Existem inúmeras receitas de “dietas malucas”, dentre elas existem algumas que ultrapassam todos os limites como, por exemplo, não comer nada, vomitar e tomar laxantes. Além dessas, existem aquelas mais populares e que aparecem com frequência nas capas das revistas. É dieta da melancia, dieta do ovo, dieta do pepino, dieta da berinjela, dieta da papinha, dieta da banana, dieta do legume, dieta da sopa, dieta da azeitona, dieta da lua, dieta do limão, dieta da verdura, enfim o que não falta é.. “dieta maluca”:
DIETA DA LUA: os criadores dessa dieta acreditam que a energia da lua interfere nos fluidos que circulam o nosso organismo. Sendo assim, no período de transição das fases da lua os seguidores desse tipo de dieta devem ingerir somente líquido ou algum tipo de alimento especificamente escolhido e depois é só esperar pelo “milagre”, ou seja, o resultado.
DIETA DA PAPINHA DE NENÉM: Esta dieta está tão na moda que futuramente é capaz das mamães terem dificuldades de encontrar a papinha para seus bebês nos supermercados! Este dieta consiste em ingerir uma ou duas papinhas por refeição, mas tem um detalhe: essa papinha é feita para AUXILIAR na alimentação dos bebês que têm necessidades alimentares mais reduzidas que os adultos, portanto não somos mais bebês e precisamos de algumas calorias a mais para sobreviver.
DIETA DO LIMÃO: Esta é uma boa dica para quem está afim de adquirir uma gastrite ou até mesmo uma úlcera, pois é extremamente ácida! Os seguidores dessa dieta devem fazer a dieta durante 20 dias, no primeiro dia sugere-se espremer um limão e tomar todo o caldo puro. No segundo dia a pessoa espreme dois limões e toma todo o caldo puro, e assim consecutivamente até chegar a ingerir um caldo puro de 10 limões no décimo dia. Depois do décimo dia ela deve decrescer o numero de limões, tomando nove no décimo primeiro dia, 8, 7, 6… até chegar a um. Fato que chama atenção é que nesse tipo de dieta a pessoa pode se alimentar normalmente junto com a dieta do limão.
            Esses exemplos de dietas são quase nada comparados a inúmeros tipos de dietas que existem, e o pior é que são seguidos por muitas pessoas. Tem um tipo de dieta que chamou muita atenção e que talvez não seja muito conhecido e que chega a causar repugnação ao falar que é a dieta dos vermes.
            É isso mesmo! Dieta dos vermes! Mas tenha calma: por incrível que pareça você não vai ingerir os vermes vivos, mas uma cápsula com alguns deles. Você pode ainda não estar acreditando, mas é isso mesmo, nesse tipo de dieta os vermes ingeridos através da cápsula ficarão alojados no intestino para eliminar o excesso de gordura no corpo. Além de ser nojento, você corre o risco de desenvolver uma doença séria que vai te levar direto para o hospital.
            Não existe milagre para perder peso, mesmo assim as pessoas ficam à espera desse milagre. Sabemos que para emagrecer de forma saudável é necessário passar por uma reeducação alimentar, equilibrada e orientada por um especialista, além de praticar exercícios físicos e uma readequação geral em relação a certas dimensões da vida (sono, trabalho, lazer etc.). O ideal é nos alimentarmos de três em três horas porque quanto mais nos alimentamos induzimos o nosso corpo a queimar calorias. Portanto, o importante é lembrar sempre que esses procedimentos ajudarão a perder peso e não sair por aí fazendo essas “dietas malucas” que só trará malefícios ao invés de benefícios. Perguntamos: e a mídia... o que faz em relação a isso?

2 comentários:

Suely Moura disse...

ótimo texto! O grupo está de parabéns. Considero essa temática bastante importante no âmbito social,pois vemos a cada dia crescer o número de adeptos a essas "dietas malucas" que não vão resultar no objetivo esperado, mas sim em um problema grave de saúde.O maior motivo dessa crescente aderência do público, principalmente feminino é atingir o padrão corporal imposto pela sociedade, porém inalcançável, compreendo isto como uma estratégia do mercado para vender mais e mais produtos referente a busca pelo corpo ideal, a dieta só é mais um instrumento deles, já que são postas em revistas, propagandas na internt , entre outros veículos de comunicação. A mídia realmente é uma faca de dois rumos tanto pode educar para o bem como para o mal, isto depende de quem está manipulando ela, quais interesses envolvidos. Por isso é relevante refletir acerca desse tema para mostrar a população os verdadeiros riscos dessas "dietas malucas" para sua vida e os melhores caminhos a ser percorrido.

Giovani Pires disse...

Sem dúvida, esse é um tema recorrente, sobretudo nessa época, e a mídia, principalmente as revistas de fofoca, são pródigas em falar de dietas "milagrosas".
Só faltou citar a mais moderna de todos, a dieta-santa! A do padre Marcelo...
http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2013/12/08/padre-marcelo-rossi-revela-dieta-maluca-alface-cebola-e-hamburgueres.htm