quinta-feira, 20 de maio de 2010

"O Poder da Visão"



O novo comercial da NIKE vem com muita emoção, o impacto dos momentos fundamentais de um jogo vão além dos 90 minutos. A nova campanha mostra como um simples instante pode levar um jogador de futebol a receber as maiores demonstrações de reconhecimento ou a cair no esquecimento absoluto.
A relação do cotidiano com os fatos marcantes de uma partida de futebol, a presença do Homer Simpson, personagem que não nega o seu fanatismo pelo visual televisivo e as fortes imegens visuais que "escreve o futuro" traduz "O PODER DA VISÃO".
De uma olhada no vídeo e de sua opinião:
LINK: http://colunas.globoesporte.com/brasilmundialfc/2010/05/20/comercial-estelar-reune-drogba-cristiano-ronaldo-ronaldinho-federer-bryant-e-homer-simpson/

6 comentários:

Ricardo disse...

Muito bacana, Carol!!! É o poder da visão ou poder de dominação? O comercial é consequência da relação entre esporte e mídia na escala mais alta da espetacularização (ou dominação?). A propaganda apresenta o futebol como uma prática que permea diversas e distintas realidades. Neste sentido,
nos estudos sobre esporte e mídia, me deparei com um apontamento de um autor (que infelizmente não recordo o nome) muito pertinente ao momento de copa do mundo, momento de grande espetacularização do futebol: o futebol é tão significativo - é uma prática social tão essencial no ser humano - que após tomar consciência de uma manisfestação popular de tomada de poder, golpe de estado ou revolução, bastaria ao governo vigente, para desmotivar ou sabotar a manisfestação, promover um clássico em cada capital brasileira... Depois que passar o transe do comercial, e assisti-lô com um olhar mais crítico, vamos ver se posto um comentário com mais sustento - por exemplo, a relação de a cada pedala do Ronaldinho são mil dólares, os heróis do futebol, as canetas que o Homer levou do Cristiano Ronaldo... Agora preciso escrever meu futuro, vou compra minha nike!!! Excelente postagem!!!

Gilliard disse...

Bom, gostei Lú! acho interessante essa interatividade entre esporte e mídia. Além disso sou um admirador desse processo cada vez mais difundido de INTERDISCIPLINARIDADE existente atualmente em diversos setores da educação! Parabéns e sucesso nas pesquisas!

Insepareveis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Insepareveis disse...

Bem bacana Carol, realmente as imagens marca muito, o poder da Visão é bem interessante, principalmente qdo se refere a propagandas, as imagens sempre muito fortes, marcantes e bem colocadas é um verdadeiro fetiche, a idéia de dominação é bem vista pelo Ricardo, acredito que isso acontece a tdo momento vejo essa dominação de forma bem forte e insignificante, quando nas novelas e nos programas de Tv colocam um produto a mostra nós levando a acreditar que aquilo é uma verdade absoluta, por isso acredito que é fundamenta um maior esclarecimento diante desse "PODER DE DOMINAÇÃO DA VISÃO".

Angelica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Angelica disse...

Interessante refletir também sobre os momentos que aparecem enfatizando uma certa figura heróica do jogador que agiu perfeitamente, o sucesso que ele atingiu, e o erro do outro e seu resultado infeliz e frustante, ou seja, quem erra deve ser punido e participar de certa exclusão. Essa figura heróica que tanto atinge as subjetividades, servindo de modelos, modelos a serem repetidos para uma sociedade homogênea e disciplinada. A necessidade da mídia em unir a espetacularização à figura heróica, e por fim, à marca nike. Esses são os modelos "perfeitos" que a sociedade naturalmente aceita para coroar como os heróis a serem seguidos. Também é visível a mídia marcando a pauta do cotidiano das pessoas, principalmente quando é o futebol. Tanta coisa a refletir vendo esse vídeo que confesso ser sedutor a um olhar semi-formado.