terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Sobre a experiência de blogar

Olá amigos,

para voltar a minha atividade por aqui resolvi escrever sobre a experiência de blogar. Meu contato com os blogs foi tardio, meus amigos já falavam em fotolog, segunda vida na internet e tantas outras ferramentas. Foi uma aproximação lenta, no início pensava nos blogs apenas como diários. As primeiras tentativas de aproximação foram chatas, confesso - tudo me soava muito parecido com um site qualquer. Com o tempo conheci alguns blogs sobre educação, desses linkei para outros. Me arrisquei em alguns comentários.Alguns sem eco, perdidos no mar de informação da net. Outros, no entanto, foram respondidos. Acompanhei e participei de debates acalourados. Descobri o facínio da ferramenta. Interação! Palavra manjada na net e banalizada em nossas experiências cotidianas. Muitos dizem que a interação é sinônimo da internet, discordo. No msn, orkut, entre outros sites de relacionamento interagi pouco, no máximo falei com conhecidos ou exibi uma identidade virtual. troquei pouco com desconhecidos e não tive acesso a conteúdos que fugissem as fugacidades que me circundavam. Nos blogs, no entanto, acessei pessoas com as quais jamais encontrei ou acredito que vou encontrar, além dos grandes amigos, claro, tudo por um assunto em comum. Argumentei, fui contra-argumentado. Encontrei milhares de opiniões empobrecidas, outras que me colocaram em êxtase. A cada post comentado, uma possibilidade ilimitada de conhecer com a colaboração de outras pessoas, saberes coletivos. Nem nos trabalhos em grupos da escola encontrei tamanha parceria. A cada contato conhecia novos blogs e salvava aqueles com os quais me identifiquei. Descobri que o blog só faz sentido com a participação de outras pessoas. Não pode ser degustado na lógica da individualidade. Um blog sem seguidores, sem comentários, sem interlocutores é uma árvore morta, sem frutos. Essa experiência me tocou, hoje conheço e debato mais sobre esporte, mídia, entre outros assuntos que me interessam com pessoas do mundo inteiro. Exponho minha opinião onde jamais ela chegaria e acesso opiniões que jamais circulariam nos meios de comunicação comerciais. Democrático? Sim, de mais. Colaborativo? Também. Perigoso? Pode ser, há quem faça de tudo nesses meios. Mas é nesse emaranhado todo de contradições que reside seu encanto, nas multiplas possibilidades de interagir e elaborar saberes coletivos.

Ufa! ainda bem que resolvemos nos lançar nessa idéia

3 comentários:

Giovani disse...

Diegão,

Minha experiência em blog é muito recente e restrita praticamente ao do LaboMidia. Ainda assim, penso que são muito ricas as possibilidades que esta ferramenta nos oferece.
Gostei das tuas reflexões de blogueiro e as tomo como ensinamento para mim também. E me permito dizer, usando uma expressão tua, que se blog sem comentários, sem interlocutores, é uma árvore morta, sem frutos, confesso que me preocupa as condições fitosanitárias desta nossa árvore...
Tudo bem, é férias, mas tenho provocado com vários temas e os comentários são cada vez mais escassos.
Tomara que quando fevereiro chegar tudo mude. Por enquanto, vou continuar colocando água e algum adubo pra nossa árvore não secar.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Diego S. Mendes disse...

Concordo Gio,

tb me preocupo. Durante o mês de dezembro e janeiro, o jardineiro aqui estava de férias, mas estamos de volta. Tb vou continuar passando semanalmente por aqui com meus fertilizantes. Quem sabe alguns passáros em voos por ai não venham para este jardim. Tenho até a impressão de que muitos passaros tem sobrevoado por aqui mas sem deixar sinais, não querem expor suas marcas. Outro problema é que um jardim desta proporção precisa de mais jardineiros....hehehehe. Mas vamos seguindo, aprendi com um antigo amigo que precisamos dar uma passo de cada vez.

Grande abraço