quarta-feira, 14 de julho de 2010


Olha só a novidade do Google, o saite de busca mais acessado acaba de lançar um novo Site de busca na internet chamado eco4planet, com a mesma tecnologia e qualidade de busca.
Segundo informações disponíveis na página do Blog, http://blog.eco4planet.com/o-que-e-o-eco4planet-e-por-que-usar/, o fundo preto da tela, que gera estranhamento, acaba por descansar os olhos, além de economizar 20% de energia quando comparado a tela branca. Ainda para fortalecer sua vocação ecológica, o eco4planet efetua o plantio de árvores, de acordo com o número de acessos ao portal, a cada 50.000 consultas uma árvore será plantada, e fica disponível no portal o número de mudas atingido. Confira a novidade na página http://www.eco4planet.com/pt/ e dê aqui a sua opinião.
Agora fica a questão, será mesmo que essas mudas estão sendo feitas?

6 comentários:

regina disse...

É um pouco duvidoso, mas é uma iniciativa bacana espero que não seja uma enganação e que realmente cumpram o prometido, já o adotei e vou começar a fazer a minha parte!

Cristiano Mezzaroba disse...

É Lu, Regina... é uma iniciativa bacana, sem dúvida! mas sempre que vejo isso me pergunto se aqueles que realmente mais poluem, mais "acabam" com o nosso ambiente(digo, as grandes corporações - vejam o exemplo do óleo que continua vazando lá nos EUA, um entre tantos outros que às vezes nem sabemos)fazem alguma coisa pelo planeta. Claro que cada um de nós tem seu papel e seu compromisso pra qualidade do ambiente de nossa vida, mas é querer repassar demais a responsabilidade pra cada um de nós quando vejo esses discursos.

Insepareveis disse...

Pois é essas iniciativas devem ser bem observadas e desconfiadas, não adianta tbm ficar só no julgamento vamos fazer a nossa parte e cobrar deles que façam a parte deles também!!

Diego S. Mendes disse...

O google, ao acatar a censura na China imposta ao seu site, deixou muitas (pessoas) mudas e surdas por lá. Foram bilhões, certamente. Mas esse fato ja foi resolvido.
Brincadeiras à parte, o google já tinha um projeto de economia de energia há tempos, o google Black (http://googlediscovery.com/labs/googleblack/), ele só não tinha essa vertente semeadora de árvores. O engrassado é que esse projeto jamais ganhou muito destaque no Brasil. Essa campanha de agora me lembra os escritos de Adorno sobre a segmentação do Mercado na Indústria Cultural. Pra mim cheira à isca vegetariana para o público éco! Vamos acompanhar

Viviane disse...

Acredito que precisamos fazer mais, como disso o Cristiano precisamos cobrar e perceber se aqueles que realmente mais poluem, mais "acabam" com o nosso ambiente, ou seja, as grandes corporações - como é o exemplo do óleo que continua vazando lá nos EUA, um entre tantos outros que às vezes nem sabemos fazem alguma coisa pelo planeta, mas não da pra esperar precisamos fazer a nossa parte não assumindo a culpa mas, cobrando dos culpados concordando com as nossas colegas.

Diego S. Mendes disse...

Só mais um dado,

hoje entrei no Eco4 e ví que já foram plantadas 300 árvores. É muito pouco para uma empresa com as proporções da Google. Isso serquer refloresta uma fazenda. Será mesmo que isso ajuda nosso planeta??? Pois, resolver, tenho a mais plena convicção que NÃO!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Olha só a novidade do Google, o saite de busca mais acessado acaba de lançar um novo Site de busca na internet chamado eco4planet, com a mesma tecnologia e qualidade de busca.
Segundo informações disponíveis na página do Blog, http://blog.eco4planet.com/o-que-e-o-eco4planet-e-por-que-usar/, o fundo preto da tela, que gera estranhamento, acaba por descansar os olhos, além de economizar 20% de energia quando comparado a tela branca. Ainda para fortalecer sua vocação ecológica, o eco4planet efetua o plantio de árvores, de acordo com o número de acessos ao portal, a cada 50.000 consultas uma árvore será plantada, e fica disponível no portal o número de mudas atingido. Confira a novidade na página http://www.eco4planet.com/pt/ e dê aqui a sua opinião.
Agora fica a questão, será mesmo que essas mudas estão sendo feitas?

6 comentários:

regina disse...

É um pouco duvidoso, mas é uma iniciativa bacana espero que não seja uma enganação e que realmente cumpram o prometido, já o adotei e vou começar a fazer a minha parte!

Cristiano Mezzaroba disse...

É Lu, Regina... é uma iniciativa bacana, sem dúvida! mas sempre que vejo isso me pergunto se aqueles que realmente mais poluem, mais "acabam" com o nosso ambiente(digo, as grandes corporações - vejam o exemplo do óleo que continua vazando lá nos EUA, um entre tantos outros que às vezes nem sabemos)fazem alguma coisa pelo planeta. Claro que cada um de nós tem seu papel e seu compromisso pra qualidade do ambiente de nossa vida, mas é querer repassar demais a responsabilidade pra cada um de nós quando vejo esses discursos.

Insepareveis disse...

Pois é essas iniciativas devem ser bem observadas e desconfiadas, não adianta tbm ficar só no julgamento vamos fazer a nossa parte e cobrar deles que façam a parte deles também!!

Diego S. Mendes disse...

O google, ao acatar a censura na China imposta ao seu site, deixou muitas (pessoas) mudas e surdas por lá. Foram bilhões, certamente. Mas esse fato ja foi resolvido.
Brincadeiras à parte, o google já tinha um projeto de economia de energia há tempos, o google Black (http://googlediscovery.com/labs/googleblack/), ele só não tinha essa vertente semeadora de árvores. O engrassado é que esse projeto jamais ganhou muito destaque no Brasil. Essa campanha de agora me lembra os escritos de Adorno sobre a segmentação do Mercado na Indústria Cultural. Pra mim cheira à isca vegetariana para o público éco! Vamos acompanhar

Viviane disse...

Acredito que precisamos fazer mais, como disso o Cristiano precisamos cobrar e perceber se aqueles que realmente mais poluem, mais "acabam" com o nosso ambiente, ou seja, as grandes corporações - como é o exemplo do óleo que continua vazando lá nos EUA, um entre tantos outros que às vezes nem sabemos fazem alguma coisa pelo planeta, mas não da pra esperar precisamos fazer a nossa parte não assumindo a culpa mas, cobrando dos culpados concordando com as nossas colegas.

Diego S. Mendes disse...

Só mais um dado,

hoje entrei no Eco4 e ví que já foram plantadas 300 árvores. É muito pouco para uma empresa com as proporções da Google. Isso serquer refloresta uma fazenda. Será mesmo que isso ajuda nosso planeta??? Pois, resolver, tenho a mais plena convicção que NÃO!